terça-feira, 14 de julho de 2015

CERTIFICADO LEED



“Emitido em mais de 130 países de todo o mundo, o selo é considerado, hoje, a principal certificação de construção sustentável para os empreendimentos do Brasil, onde é representado oficialmente pelo GBC-Brasil - Conselho de Construção Sustentável do Brasil, que foi criado no país em 2007”.  (SPITZCOVSKY, 2012)

 
O que é?
Criado em 2000, pelo USGBC - Conselho de Construção Sustentável dos EUA, o LEED orienta e atesta o comprometimento de uma edificação com os princípios da sustentabilidade para a construção civil - antes, durante e depois de suas obras. (MACEDO, 2015)
A Certificação LEED trate-se de um selo verde voltado a edificações que seguem os padrões internacionais de sustentabilidade. O LEED é o principal selo da construção sustentável ao redor do mundo. (SPITZCOVSKY, 2012)

Para que serve?
Segundo consta no site da GBC/BR (2015):
“[...] possui o intuito de incentivar a transformação dos projetos, obra e operação das edificações, sempre com foco na sustentabilidade de suas atuações.”
Ele indica que aquele empreendimento, que está certificado, foi construído com medidas socioambientais, ou seja, seu projeto conseguiu unir o bem estar de seus funcionários, ações para a comunidade em que está inserido e principalmente a redução ou eliminação dos impactos junto ao meio ambiente. (MACEDO, 2015)

Porque ter ou procurar por isso?
 A GBC / BR destaca como principais benefícios:

1.    Econômicos

·         Diminuição dos custos operacionais
·         Diminuição dos riscos regulatórios
·         Valorização do imóvel para revenda ou arrendamento
·         Aumento na velocidade de ocupação
·         Aumento da retenção
·         Modernização e menor obsolescência da edificação

2.    Sociais

·         Melhora na segurança e priorização da saúde dos trabalhadores e ocupantes
·         Inclusão social e aumento do senso de comunidade
·         Capacitação profissional
·         Conscientização de trabalhadores e usuários
·         Aumento da produtividade do funcionário; melhora na recuperação de pacientes (em Hospitais); melhora no desempenho de alunos (em Escolas); aumento no ímpeto de compra de consumidores (em Comércios).
·         Incentivo a fornecedores com maiores responsabilidades socioambientais
·         Aumento da satisfação e bem estar dos usuários
·         Estímulo a políticas públicas de fomento a Construção Sustentável

3.    Ambientais

·         Uso racional e redução da extração dos recursos naturais
·         Redução do consumo de água e energia
·         Implantação consciente e ordenada
·         Mitigação dos efeitos das mudanças climáticas
·         Uso de materiais e tecnologias de baixo impacto ambiental
·         Redução, tratamento e reuso dos resíduos da construção e operação.

Como conseguir?

MACEDO (2015) descreve as etapas de forma bem simples e de fácil entendimento:
Para que uma edificação adquira o selo LEED será preciso realizar o pedido de certificação, que é o primeiro passo para obtê-la.
É preciso estar atento, pois existem 8 modelos diferentes de certificação, cada uma para um caso especifico. Listamos abaixo cada um dos selos LEEDS existentes.

    - LEED NC: Esse selo é voltado para novas construções e grandes projetos de renovação de edificações já existentes.
    - LEED ND: Esta opção é para aqueles projetos com o objetivo de desenvolvimento de bairros inteiros.
    - LEED CS: O selo CS é para projetos de entorno das edificações e também para a parte central.
    - LEED Retail NC e CI: Foi criado para lojas de varejo.
    - LEED Healthcare: Trata-se da opção de edificações desenvolvidas para abrigar unidades de saúde.
    - LEED EB_OM: Ele foi criado para iniciativas de manutenção de edifícios que já existem.
    - LEED Schools: Foi desenvolvido para escolas e centros de ensino.
    - LEED CI: Projetos de interior ou edifícios comerciais recebem essa certificação.

Critérios utilizados para avaliar a empresa quanto a sua certificação:

·         Uso racional da água;
·         Eficiência energética;
·         Redução, reutilização e reciclagem de materiais e recursos;
·         Qualidade dos ambientes internos da edificação;
·         Espaço sustentável;
·         Inovação e tecnologia; e
·         Atendimento a necessidades locais, definidas pelos próprios profissionais da GBC, que variam de empreendimento para empreendimento.

Cada um dos itens avaliados possui pontuação específica e, para ser aprovada , uma empresa precisa atingir no mínimo 40 pontos.
Pontuação interfere no nível de certificação da empresa

A empresa deve atingir ao menos 40 pontos, mas, se atingir uma meta maior, a certificação recebe classificações especiais.

·        Mais de 40 pontos: Selo LEED.
·        Mais de 50: Selo LEED Silver.
·        Mais de 60: Selo LEED Gold.
·        Mais de 80: Selo LEED Platinum.


Números indicam vantagem econômica das empresas que utilizam o LEED

As empresas que trabalham para obtenção da certificação LEED, devido ao processos que são adotados, passam a consumir 30% a menos de energia. Esse é um resultado natural, pois como precisam reduzir os índices de consumo passam a reaproveitar água para chegar a certificação e essa cultura se perpetua pela empresa.

Com relação a utilização da água, a economia é de até 50% e os resíduos são diminuídos em 80%.

Utilize a certificação LEED e torne sua construção mais sustentável
Tornar um edificação sustentável, vai trazer um número grande benefícios. Mas é preciso empenho, esse tipo de certificação só será fornecido com todos os critérios sendo atendidos.

BRASIL: quarto país no ranking da construção verde

De acordo com levantamento realizado pela USGBC, atualmente, o Brasil ocupa a quarta posição no ranking dos países que possuem o maior número de edificações em processo de certificação LEED - que é o selo verde com maior reconhecimento internacional no setor da construção civil. (SPITZCOVSKY, 2012)


REFERENCIAS:
 
SPITZCOVSKY, Débora. Certificação LEED: tudo sobre o principal selo de construção sustentável do Brasil. Planeta Sustentável, Editora Abril. 2012. Disponível em:< http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/desenvolvimento/certificacao-leed-o-que-e-como-funciona-o-que-representa-construcao-sustentavel-675353.shtml>. Acessado em: 07/2015.

MACEDO, Eduardo. Certificação LEED: o selo da construção sustentável. Site Sustentável. Disponível em: <https://www.google.com.br/?gws_rd=ssl#q=certificado+leed>. Acessado em: 07/2015.

FUJIHARA,Maria Carolina. Construção Sustentável e Certificação LEED no Brasil. IAB-SC – Instituto dos Arquitetos do Brasil. 55p. 2012. Disponível em: <http://iab-sc.org.br/concursofatmafapesc/wp-content/uploads/2012/08/16.00h-Maria_Carolina_Fujihara.pdf>. Acessado em: 07/2015.